quarta-feira, 20 de março de 2013

Perfil de Empreendedor

Em momentos de crise que conhecemos realmente as pessoas, assim também acontece com os verdadeiros empreendedores.

As decisões precisam ser tomadas, breves e certeiras, apesar das indecisões, quanto mais precisa melhor.

É uma questão de sensibilidade revestida por conhecimento e coragem.

Se tiver que demitir, demita, mas fale a verdade, olhando nos olhos de quem está sendo despedido.

Se tiver que cortar fonecedores, faça, mas deixe as portas abertas, num futuro próximo você poderá precisar dele novamente.

Aos empregados e demais parceiros que permanecerem com vínculos com sua empresa explique que a sobrevivência de ambos dependerá de um algo mais de cada um.

Do empregado, mais dedicação.

Do fornecedor, mais qualidade, pontualidade e preço.

Dos demais parceiros o comprometimento com o seu negócio, dentro de um conceito “ganha – ganha”.

Em momentos de dificuldades é que paramos para avaliar o que fizemos de certo e de errado, não conheço oportunidade melhor para discutir processos, custos e produtividade.

O medo de perder o emprego, o cliente, as vendas, faz com que as pessoas abram os canais de comunicação e fiquem atentos as propostas que serão feitas.

Ninguém quer perder, o que acontece é que acabamos nos acomodando quando vivemos longos períodos de calmaria.

Não que eu defenda a crise, mas sem dúvida que ela nos deixa mais alerta.

Os periodos de dificuldade se encarregam de fazer a seleção natural das espécies e os empreendedores também não escapam de ser colocados a prova a todo momento.

Mais adrenalina, mais criatividade, sempre existirão oportunidades,
Que todos consigam superar esse período de tubulência e saiam fortalecido pelas experiências.

Os empreendedores mais preparados estarão a frente do processo de mudança e das suas mãos acabam se materializando as oportunidades mais lucrativas e prósperas, que serão os motores do novo ciclo de crescimento que está por vir.

quarta-feira, 6 de março de 2013

O Velório! (Texto Motivacional)

Certo dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme no qual estava escrito:
 
Faleceu ontem a pessoa que impedia seu crescimento na empresa. Você está convidado para o velório que acontecerá na quadra de esportes“.

No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas ficaram curiosos para saber quem estava bloqueando seu crescimento na empresa.
A agitação na quadra de esportes era tão grande que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório.
http://1.bp.blogspot.com/-FfmONTl5ykc/UDf7ZKJ70pI/AAAAAAAACUM/bW9ypvwGBWk/s1600/espelho+e+imagem.jpg 
Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:

- “Quem será que estava atrapalhando o meu progresso? Ainda bem que esse infeliz morreu!”

Um a um, os funcionários, agitados, aproximavam-se do caixão, olhavam o defunto e, em seguida ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma.

É que dentro do caixão havia um espelho!

Esta é a mais pura verdade: só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: você mesmo! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida.

Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo.

Sua vida não muda quando seu chefe muda, ou quando a empresa muda, ou quando seus pais mudam, ou quando seu parceiro(a) muda. Sua vida muda quando você muda!